Portugal PT
Alterar país

Cuidar dos pneus

Inspecção realizada por um profissional de pneus: verifique a profundidade do piso regularmente

Verificar os pisos dos pneus

Inspecções regulares dos pisos são uma parte importante da manutenção do veículo. Desgaste irregular, danos e outras alterações visíveis podem indicar potenciais problemas nos seus pneus ou no veículo. Quanto mais cedo detectar qualquer problema possível, mais cedo um profissional o poderá ajudar. Deve inspeccionar os quatro pneus, pelo menos, uma vez por mês e antes e depois de viagens longas.

As barras de desgaste do piso são visíveis: Os pneus têm barras de borracha rígida que apenas se tornam visíveis quando os pisos dos pneus têm um desgaste superior a um limite seguro. Quando estas estiverem visíveis, deverá comprar um conjunto novo de pneus. Pode verificar onde se encontram os indicadores de desgaste do piso no flanco.

O medidor de profundidade do pneu apresenta um desgaste excessivo do piso: É recomendado adquirir um medidor de profundidade do pneu acessível para assegurar que os pisos cumprem o valor mínimo legal. De acordo com a legislação da UE, um pneu tem de ter uma profundidade do piso de 1,6 mm em toda a circunferência para ser considerado seguro para condução. A Fulda recomenda que mantenha uma profundidade de, pelo menos, 4 mm para os pneus de Inverno. Ao verificar a profundidade, certifique-se de que mede a parte interior e exterior dos pisos.

Encontra objectos estranhos presos no piso: Pequenos objectos podem ficar presos nos pisos. Estes objectos nem sempre provocam danos, mas devem ser sempre tidos em conta. Se ficarem presos no sulco, certifique-se de que remove os mesmos com cuidado. No entanto, se aparentemente a borracha tiver sido perfurada, não remova o objecto e dirija-se a uma oficina para obter a ajuda de um profissional.

Nota um desgaste excessivo na parte exterior do pneu: Os padrões de desgaste no pneu podem indicar problemas de pressão. Se verificar que os pneus estão gastos nas extremidades, deve verificar a pressão dos pneus e inspeccionar se existe alguma fuga. Os pneus perdem ar naturalmente (e o dobro com o calor do Verão), mas se conduzir com pneus demasiado vazios, irá consumir mais combustível e poderá aumentar o risco de acidentes. Se notar que apenas os pneus dianteiros apresentam extremidades gastas, tal poderá significar que está a fazer as esquinas e curvas com demasiada velocidade.

Os pneus estão gastos no centro do piso: Um desgaste excessivo do pneu no centro do piso pode indicar pressão excessiva: Demasiado ar nos pneus pode aumentar o risco de rebentamento. É importante encher os pneus de acordo com as especificações do fabricante. Utilize um manómetro e esvazie até ao nível indicado.

O desgaste do piso é irregular num único pneu: Por vezes, os padrões de desgaste significam que existem problemas no veículo. Áreas de desgaste irregular ou partes totalmente gastas podem significar que está na altura de equilibrar ou alinhar as rodas. As partes totalmente gastas também podem significar que os amortecedores estão gastos. Se verificar este tipo de desgaste, visite o seu revendedor ou oficina para efectuar um diagnóstico.

O desgaste dos pneus não é regular: Uma vez que a dianteira do veículo é responsável pela direcção, os pneus dianteiros terão um desgaste maior do que os traseiros. No entanto, se considerar que os pneus dianteiros ou traseiros têm um desgaste maior do que o esperado, é recomendado solicitar a verificação da suspensão por parte de um profissional. Se o desgaste do pneu for maior num dos lados do veículo do que no outro, verifique se é necessário efectuar um alinhamento.

As extremidades do pneu apresentam um padrão segmentado: É outro sinal de que poderá ser necessário efectuar um alinhamento. Um padrão fragmentado ou segmentado na extremidade de um pneu é geralmente provocado pelo atrito irregular dos pneus com a estrada. Consulte um revendedor ou uma oficina.