Portugal PT
Alterar país

Compreenda o seu pneu

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Como são fabricados os pneus

Como sabe, o seu carro é uma peça de engenharia complexa, mas poucos condutores pensam em todos os procedimentos necessários para fabricar um pneu. Os pneus realizam cada movimento de desempenho e condução efectuado no veículo. Explicamos como passam da borracha à estrada.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Mistura

São utilizados 30 ingredientes para a mistura de borracha de um pneu. Tipos diferentes de borracha, enchimentos e outros ingredientes são colocados em máquinas denominadas misturadoras Banbury. Estas misturadoras gigantes criam um composto negro e viscoso que é enviado para corte.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Corte

A mistura de borracha fria é enviada para uma instalação de corte, para ser cortada em faixas. Outros elementos dos pneus são preparados nesta etapa. É também nesta fase que a estrutura do pneu é formada, a partir das faixas de borracha cortadas nas instalações de corte.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Construção

Esta parte do processo envolve a construção do denominado "pneu verde". Este é construído numa máquina de grandes dimensões, que insere todas as partes nos locais apropriados. Uma vez que foram adicionados quase todos os componentes, o pneu verde tem quase o aspecto de um produto final. Tem cintas de aço, lonas, pisos e elementos têxteis.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Cura

Nesta fase, o pneu é vulcanizado e moldado na forma final. É colocado numa máquina de cura, que comprime todas as partes do pneu, cria o piso e adiciona as marcas do flanco.

Os componentes dos pneus são montados numa máquina de construção de pneus, para fabricar um pneu

Inspecção

Cada pneu é cuidadosamente avaliado por inspectores treinados. Também são utilizadas máquinas especiais, concebidas para detectar até as mais pequenas imperfeições. Engenheiros de controlo de qualidade seleccionam pneus aleatoriamente da linha e cortam os mesmos, para uma inspecção mais aprofundada. Além disso, alguns pneus são retirados da linha e submetidos individualmente a raios-X, para detectar pontos fracos internos. Todos os pneus têm de cumprir os padrões rigorosos da Fulda.

As partes de um pneu

Lonas: A estrutura do pneu é composta por camadas de tecido, conhecidas como lonas. As lonas reduzem a elasticidade, mantendo o pneu flexível. São normalmente fabricadas com cordas revestidas com borracha, formadas por fibras entrançadas. O pneu é reforçado com uma camada denominada tela carcaça, que é colocada directamente sobre o revestimento interno do pneu.

Talões: Formam o vedante hermético entre a jante da roda e o pneu. São constituídos por aço entrançado de alta resistência, revestido com borracha.

Cinta: Folhas de fio de aço trançado são revestidas com borracha e colocadas à volta do pneu. Estas cintas proporcionam rigidez e reforçam a resistência do pneu. Para maior durabilidade e resistência a furos aumentada, alguns modelos de pneus incluem um cabo de Kevlar.

Flanco: A parte exterior do flanco fornece ao fabricante as informações de que necessita sobre o pneu. O flanco é colocado do talão ao piso. Esta área de borracha de espessura adicional oferece estabilidade lateral.

Ombro: O ombro de um pneu é uma pequena extremidade biselada entre o piso e o flanco. Desempenha um papel importante no controlo em curva.

Piso: O piso é a parte na qual a borracha entra em contacto com a estrada, proporcionando aderência e amortecimento. Muitas das características mais importantes do pneu dependem do composto de borracha e do design do piso.

Lamela e sulco: O seu pneu dispersa água graças aos sulcos profundos que separam os blocos de piso. Os sulcos mais pequenos nos blocos de piso são denominados lamelas e são importantes para a aderência à neve ou ao gelo no Inverno.

Coluna: Esta coluna de reforço é utilizada em alguns pneus. É colocada ao longo da parte central, que corresponde à área mais vulnerável do pneu.